Sondagem aponta aumento na venda de imóveis usados em São Paulo

19/08/2020

Das imobiliárias consultadas pelo Secovi-SP, 60% registraram alta no volume de negócios. Resultado foi o melhor apurado desde abril.

Nesta primeira quinzena de agosto, as transações de compra e venda de imóveis usados aumentaram para 60% das imobiliárias da capital paulista e de cidades do Estado de São Paulo, em comparação com as duas últimas semanas de julho.

Esse foi o melhor resultado já apurado pelo acompanhamento periódico realizado pela vice-presidência de Intermediação Imobiliária e Marketing do Secovi-SP desde o início de abril.

"Em relação à última quinzena de julho, também constatamos que melhoraram os números das etapas da jornada que antecede a compra e a venda. Exemplo disso foi o aumento de agendamentos de visitas e de propostas recebidas pelas empresas. Se continuar nesse ritmo, acreditamos que o indicador de vendas fechadas deve se manter positivo", afirma Claudio Hermolin, vice-presidente de Intermediação Imobiliária e Marketing do Secovi-SP.

Outro fator que chama atenção nesta quinzena é o fato de os indicadores negativos - menos atendimentos realizados, menos visitas agendadas, menos propostas recebidas e menos vendas concretizadas - terem registrado os menores índices desde o início do levantamento.

LOCAÇÃO RESIDENCIAL - Realizada em conjunto com a vice-presidência de Gestão Patrimonial e Locação da entidade, a sondagem apurou o segundo melhor resultado da série no mercado de aluguel de imóveis. Nesta quinzena, 44% das imobiliárias fecharam mais contratos de locação residencial em relação à quinzena anterior.

Autor: Assessoria de Comunicação do Secovi-SP